Falta de higiene bucal pode prejudicar o coração

Para quem achava que não escovar os dentes só causava mau hálito ou cáries, o Incor descobriu que quase metade das doenças cardíacas têm origem na cavidade bucal
Higiene bucal também evita doenças cardíacas

Parece que o ditado o “peixe morre pela boca” pode ganhar outro significado também para nós, humanos. Confesso que sou um tanto obcecada pelos cuidados com a escovação dental, talvez pelo pavor de enfrentar a sessão de tortura que é precisar passar por um tratamento de canal ou coisa parecida. Mas até pouco tempo enxergava esse cuidado apenas pelo aspecto da higiene bucal.

Não imaginava eu que o descuido com os dentes pode ocasionar problemas cardíacos, quem diria. Foi o que constatou o Instituto do Coração de São Paulo (InCor) no ano passado, ao apontar que 45% das doenças cardíacas e 36% das mortes por problemas cardíacos têm origem na cavidade bucal. O estudo aponta que a falta de tratamento adequado nos dentes pode ter consequências sérias que colocam a vida do paciente em risco.

De acordo com o o professor da Faculdade de Odontologia da USP (Universidade de São Paulo), Manoel Eduardo Lima Machado, “a união de tecido necrótico e bactérias vai levar a uma agressão e ao aparecimento de algumas patologias. Essas infecções podem variar desde uma pequena lesão facilmente localizada até infecções graves que poderão invadir os espaços faciais ou se manifestar sistemicamente, isto é, em outras partes do organismo, podendo causar risco de vida”.

Mas mesmo que essa possibilidade seja pequena para você, vale a pena pensar nas outras doenças e problemas associados à falta de higiene bucal:

Cáries: desintegração do dente provocada pela higiene inadequada ou ingestão de doces e carboidratos, por exemplo;
Gengivite: uma inflamação da gengiva – é o estágio inicial da doença da gengiva e a mais fácil de ser tratada antes de dar origem às placas bacterians;
Placa bacteriana: por falta de limpeza, forma-se uma aglomeração de bactérias que se fixa em lugares bem difíceis de serem alcançados, como entre os dentes e a gengiva ou atrás dos dentes. Isso pode levar ao tártaro e a caries;
Tártaro: é quando a placa bacteriana endurece na superfície dos dentes.

Usar uma boa escova dental, lembrar de trocá-la sempre que necessário, creme dental com flúor e ter o fio dental em mãos, de quebra, ainda nos livram do mau hálito.

Renata Meier

Formada em Letras, é atualmente assistente executiva. Apesar da carreira, sempre teve em mente o objetivo de criar seus filhos de perto, vivenciando ao máximo cada momento deles.

You may also like...