Vale a pena ter em mãos produtos para manter nossos sapatos bem conservados

Não importa o modelo ou material usado no calçado, cuidar do seu estado requer um pouco de atenção, mas compensa no longo prazo
Pretos, marrons, nudes, brancos, bom coloridos, o que importa é conservar nossos sapatos

Quem não ama sapatos, botas, sandálias, chinelos, rasteirinhas? E é universal, independe de gênero e idade; quem gosta, gosta. Muitas pessoas fazem loucuras a ponto de comprar calçados por mais de R$ 3 mil.

Mas vamos combinar, está aí um produto que nem todo mundo pode dar-se ao luxo de comprar todos os meses. Há quem prefira gastar um dinheiro bom em um sapato de qualidade e mantê-lo por muito anos. Mas e quando aquele calçado bacana, que combina com tudo e é super confortável, que você usou três vezes, acabou tomando chuva e… já era. Por que não gastar alguns reais a mais e protegê-lo antes e durante os anos de uso?

Eu mesma nunca fui daquelas que se preocupava muito com a proteção dos meus poucos calçado. Compro, uso e se danificou já era, fazer o que? Pois com nossa mudança para o Reino Unido e a decisão de começar tudo do zero, veio também o recomeço profissional. Nunca desejei parar de atuar na função que mantive por mais de 15 anos, mas sabia que num contexto completamente novo e diferente precisaria voltar a plantar para colher e lá fui eu trabalhar numa loja de sapatos pertinho de casa. Local que, entre tantas outras coisas, aprendi o quão importante é cuidar da saúde dos meus sapatos.

Não sabia disso, mas alguns tipos de couro (vegetariana como sou é um pouco nauseante falar sobre isso) precisam ser “alimentados” de tempos em tempos. Aí vem a necessidade de aplicar uma boa cera protetora antes de calçar os sapatos e após algum tempo de uso. Para não correr o risco de manchar o nobuque, por exemplo, com pingo de óleo, poeira, entre outros, é preciso aplicar um protetor com certa frequência, escovar os sapatos com uma escova apropriada e reaplicar o protetor.

Dos simples aos mais requintados, opções não faltam no mercado

Vamos aos detalhes:

Couro liso

  • proteger antes de usar e de regularmente, dependendo  do uso; hidratar sempre que o sapato estiver sem brilho. Quando parecer desbotado ou arranhado é possível encontrar bons produtos para renová-lo. Há ceras, musses e pastas para cada etapa.

Nobuque e camurça

  • para proteger antes de usar, é bom investir num protetor impermeável; escovar sempre que necessário para que a pele volte a ficar com o aspecto correto. No caso do nobuque, usa-se uma escova de borracha e para a camurça, uma escova metálica e então reaplicar o protetor. Com o passar do tempo, sempre que necessário, há também produtos para melhorar a aparência da pele.

Sapatos metálicos

  • muita atenção aqui, assim como o couro, nobuque e camurça os metálicos também precisam e merecem atenção; geralmente são de calçados de festa, um pouco mais caros e não tão comuns. Para manter este tipo de tecido é necessário usar um protetor a base de água – usando qualquer outro tipo de produto o sapato perderá a cor original e o brilho.

Caso pense em limpar, proteger ou principalmente renovar bolsas e cintos, tenha em mente que a roupa pode ser manchada com os produtos aplicados nos acessórios. Queria fazer isso numa bolsa de camurça que minha mãe me deu e minha chefe vetou na hora: “não faça isso, pois manchará suas blusas, casacos, calças”. Pobre bolsa, felizmente sobreviveu.

 

Renata Meier

Formada em Letras, é atualmente assistente executiva. Apesar da carreira, sempre teve em mente o objetivo de criar seus filhos de perto, vivenciando ao máximo cada momento deles.

You may also like...